Seminário internacional conclui a capacitação regional de Mercocidades em Contagem

nota_mercociudadesNo passado 10 de junho, o seminário internacional “O MERCOSUL, as Mercocidades e a importância da internacionalização dos territórios”, concluiu a Nona Capacitação Regional de Mercocidades. Durante o encontro se refletiu sobre a internacionalização e regionalização desde o local, o empreendedorismo e o financiamento. No encerramento da jornada se entregou os certificados aos participantes da capacitação, que ao longo dos três próximos meses alcançarão a formulação definitiva de 19 projetos.

A abertura do seminário foi presidida pelo vice-prefeito de Contagem, João Guedes, quem agradeceu e felicitou aos participantes, e se referiu à visita à experiência “Escola de Cidadania” de Contagem, mencionando o certeiro trabalho desta iniciativa orientada à capacitação. “Muitas vezes nossos governantes pensam que nossa principal carência é arroz com feijão (prato popular brasileiro), enquanto nossa maior carência é de orientação. O mundo virtual, em que estamos hoje, precisa desse relacionamento real, do contato, do compromisso e da participação que promove uma experiência como esta”, afirmou o vice-prefeito.

Durante o seminário houve exposições de representantes da Prefeitura de Contagem, de Mercocidades, do governo do Estado de Minas Gerais, do Banco de Desenvolvimento de Minas, da Federação de Indústrias, e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Brasil.

Em representação do Estado de Minas Gerais, participou o chefe da Assessoria de Relações Internacionais, Rodrigo Perpétuo, quem entregou formalmente uma solicitação de adesão do Estado como membro associado à Mercocidades, com a convicção de que esta adesão “oferecerá aos municípios mineiros a possibilidade de internacionalização, fortemente vinculada a projetos de integração regional multinível, que possam oferecer melhor qualidade de vida à cidadania do MERCOSUL e da América do Sul.”

Durante sua alocução também elogiou o trabalho de Mercocidades, afirmando que “além de ser a principal rede da América do Sul, é hoje uma referência internacional em cooperação. É uma rede que ao longo do tempo soube se reinventar, enfrentar novos desafios, que soube crescer com muita qualidade e com um compromisso e profissionalismo do qual pude ser testemunha ao longo de muitos anos, nos quais trabalhei na Prefeitura de Belo Horizonte.”

Perpétuo continuou sua intervenção com a apresentação das dimensões que aborda o Estado em matéria de relacionamento internacional dos municípios: a institucional, a econômica e a técnica. Minas Gerais é o Estado do Brasil com maior quantidade de municípios do país, alcançando um total de 853, que formam 15,5 % dos municípios brasileiros.

Por outro lado, Reinaldo de Freitas, em representação da presidência de Mercocidades, exercida atualmente pela Prefeitura de São Paulo, mencionou que a Rede se propõe avançar em dois níveis. O primeiro com estas capacitações, que consistem na formulação de projetos e o intercâmbio e relacionamento dos distintos atores sociais na região; e um segundo nível vinculado à promoção e execução de políticas públicas a médio e longo prazo, que permitam se adequar a novas realidades e não ficar submetidos a mandatos políticos. “Fazer este planejamento de forma conjunta, ajuda a legitimar as ideias e propostas em um marco internacional.”, reafirmou.

A Capacitação

De 6 a 10 de junho a cidade brasileira de Contagem foi sede da capacitação anual de Mercocidades para a formulação de projetos. Nela participaram 19 representantes de governos locais e organizações da sociedade civil de Argentina, Brasil, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai, cada um com uma ideia de projeto que desenvolverão ao longo do curso presencial e virtual (durante 3 meses). O enfoque temático este ano esteve centralizado na cooperação para a governança e a inovação.

A Nona Capacitação Regional foi organizada por Mercocidades e pela Prefeitura de Contagem, com o apoio da Intendência de Montevidéu, do Instituto de Comunicação e Desenvolvimento do Uruguai, da Prefeitura de São Paulo, do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais e do Governo do Estado de Minas Gerais.

Adicionar a favoritos link permanente.

Comentários fechados.